terça-feira, 29 de maio de 2012

Novo Cinema Alemão


Com a estagnação criativa e econômica do cinema alemão, 26 jovens cineastas assinaram o Oberhausen Manifesto, em 1962, que visava um novo cinema para o país. Como em outros movimentos, encontramos diretores com interesses e métodos diferentes entre si.

A Alemanha Ocidental das décadas de 60 e 70 vivenciou um renascimento artístico graças a estes desbravadores:

Alexander Kluge
Yesterday Girl (1966)

Edgar Reitz
Heimat (1984)

Peter Schamoni
Sinfonia da Primavera (1983)

Volker Schlondorff
O Tambor (1979)

Werner Herzog
O Enigma de Kaspar Hauser (1974)

Werner Schroeter
The Death of Maria Malibran (1972)

Wim Wenders
Alice nas Cidades (1974)

Hans-Jurgen Syberberg
Our Hitler: A Film from Germany (1977)

Rainer Werner Fassbinder
O Amor é Mais Frio do que a Morte (1969)

Margarethe von Trotta
A Honra Perdida de Katharina Blum (1975)

Helma Sanders-Brahms
Alemanha, Mãe Pálida (1980)

Nenhum comentário:

Postar um comentário